24° Congresso Cearense de Cardiologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE MULTIARTERIAL QUE AGUARDA REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA

Resumo estruturado

INTRODUÇÃO: A Doença Arterial Coronária (DAC) é uma condição onde uma placa de ateroma se acumula dentro das artérias coronárias que fornecem sangue rico em oxigênio ao coração. Segundo o Ministério da Saúde as doenças isquêmicas do coração foram responsáveis por 95.449 mortes e as doenças cerebrovasculares por 97.860 mortes. As causas cardiovasculares atribuíveis à aterosclerose foram responsáveis por 193.309 mortes. Uma parcela significativa dos pacientes evoluem com obstruções severas das coronárias, impossibilitando o paciente de realizar as atividades de vida diária devido ao risco de sofrimento grave do músculo cardíaco. Muitos pacientes com DAC multiarterial precisam de internação para aguardar a cirurgia de revascularização miocárdica, no entanto, os mesmos ficam ansiosos durante a espera por não entenderem o motivo da internação, pois na maioria das vezes são assintomáticos, assim é necessário que uma das intervenções de enfermagem seja a orientação e preparo operatório, assim como intervenções não farmacológicas para melhora da ansiedade. RESULTADOS/DISCUSSÃO: adulto, sexo feminino, 63 anos, aposentada, casada, diagnosticada com DAC multiarterial, refere três infartos anteriores. No dia 21 de janeiro, iniciou quadro de precordialgia, com irradiação para membro superior esquerdo, associado a dispneia sudorese fria e náuseas. Realizou durante internação o Ecocardiograma onde evidenciou oclusão de 60% TCE med, 90% DA distal, CX 70% proximal, CD 90% proximal, apresentando VE com dilatação moderada, disfunção sistólica do VE importante, disfunção diastólica do VE estágio II ,hipocontratilidade difusa do VE (+++/ 4+) e fração de ejeção de 35%. Durante o exame físico queixou-se de cansaço e dor precordial e ainda ocasionalmente dor nos ombros que irradia para braços junto com dor paraesternal. Além disso apresentou-se ansiosa devido espera por cirurgia e medo por falta de orientação sobre o procedimento cirúrgico. Em ausculta cardíaca foi evidenciado Bulhas normofonéticas em três tempos sem sopro. Resultado negativo ao teste do reflexo hepatojugular e podojugular. Durante a consulta de enfermagem foi identificado o seguinte Diagnóstico de Enfermagem prioritário: Ansiedade relacionada à espera do procedimento cirúrgico evidenciado por relato da paciente, assim com seu respectivo Resultado Esperado: redução da ansiedade, e Intervenções de Enfermagem: apoio emocional e orientar sobre o procedimento cirúrgico, inclusive sensações que o paciente possa ter durante e pós o procedimento. CONCLUSÃO: Diante disso, a realização da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) é de suma importância para a identificação dos diagnósticos de enfermagem, implementação e operacionalização do cuidado de enfermagem baseadas no quadro clínico e nas queixas apresentadas pelo paciente, visando estabelecer um plano de cuidado que gere um aumento da qualidade de vida e proporcione conforto e bem-estar ao paciente.

Palavras-chave (de 3 a 5)

Doença da Artéria Coronariana, Aterosclerose, Insuficiência Cardíaca e Cuidados de Enfermagem

Área

Clínico

Autores

DAIANY DANTARA DE SOUSA BARBOSA, GISELE MARTINS GOES BEZERRA, CHARLYANE DIÓGENES BRITO, EMANUEL ALVES DO NASCIMENTO, MARIANA ARAÚJO FERREIRA, BÁRBARA DE ARAÚJO CUNHA, SARAH MARIA FEITOZA SOUZA