24° Congresso Cearense de Cardiologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ATENÇÃO PRIMÁRIA NAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Resumo estruturado

INTRODUÇÃO: As doenças cardiovasculares possuem alta prevalência com complicações associadas, como o acidente
cerebrovascular, insuficiência cardíaca e o infarto agudo do miocárdio. A Atenção Primária à Saúde (APS) é responsável
pela atenção aos problemas mais comuns na comunidade e tem papel primordial nas ações de controle das doenças
cardiovasculares (BATISTA et al, 2012). OBJETIVOS: Analisar publicações nos últimos cinco anos a respeito da
atenção primária voltada as doenças cardiovasculares. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão bibliográfica com artigos no
banco de dados da Biblioteca Virtual em Saúde – BVS, realizado no mês de julho de 2017, utilizando os descritores
atenção primária, doenças cardiovasculares e enfermagem. Os filtros utilizados foram: idioma português e artigos
publicados nos últimos cinco anos. As publicações encontradas apresentavam como assunto principal as doenças
cardiovasculares e os limites humanos. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foram encontrados sete artigos, mas apenas
quatro permaneceram, devido à aproximação com a discussão pretendida. Observou-se a necessidade de conhecer de
forma profunda os usuários para então traçar ferramentas de estratégias de intervenção. Três estudos mostraram que, por
mais que a incidência de doenças cardiovasculares seja cada vez mais frequentes muitas ações preventivas são realizadas
na atenção primária para tentar reverter esse quadro. Um exemplo disso são os grupos de Hipertensão Arterial Sistêmica
(HAS) e Diabetes que são elaborados e estruturados pelas unidades de saúde da família, sendo a segunda patologia, um
dos principais fatores para as doenças cardiovasculares, assim como tabagismo, dislipidemias, hipertensão arterial,
obesidade e sobrepeso, sedentarismo, dieta pobre em vegetais e frutas, uso de álcool, o estresse psicossocial, e a idade
acima de 45 anos para homens e 55 anos para mulheres. Nos grupos os fatores de riscos são continuamente abordados.A
equipe da Atenção primária é fundamental para a família do paciente, sendo importante estabelecer um vínculo, com
ênfase na construção de um cenário de adaptação e cuidados, visando a qualificação da atenção primária. CONCLUSÃO:
A atenção primária é crucial na prevenção das doenças cardiovasculares, porque, além dos atendimentos que envolvem
procedimentos, ela também oferece espaços de tempo para promover saúde e disseminar informações importantes para a
população, tendo como propósito, aumentar a qualidade do autocuidado do cliente. Logo, a equipe de enfermagem no
geral é a chave da atenção primária, sendo muito importante a eficácia do processo de trabalho da equipe.

Palavras-chave (de 3 a 5)

Atenção primária; Doenças cardiovasculares; Enfermagem;

Área

Clínico

Autores

Jeferson de Lima Costa, Maria Liliane Freitas Mororó, Gilcelene de Castro Andrade