24° Congresso Cearense de Cardiologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Baixos níveis de sódio em pacientes com Insuficiência Cardíaca como fator de má prognóstico

Resumo estruturado

Introdução: A hiponatremia é reconhecida como um distúrbio eletrolítico muito comum, tanto no ambiente clínico, quanto no hospitalar. É frequentemente encontrada em pacientes com insuficiência cardíaca, sendo a anormalidade eletrolítica mais frequente nessa população de acordo com estudos anteriores, pois os mecanismos neuro-hormonais compensatórios dessa patologia são uma das causas do desequilíbrio do sódio sérico. Objetivo: Correlacionar a presença de hiponatremia com a mortalidade em pacientes internados com insuficiência cardíaca - IC descompensada. Metodologia: Foram analisados 220 pacientes internados para compensação de IC, no período do dia 1 de abril de 2017 ao dia 31 de abril de 2018 num hospital terciário de referência em doenças cardiovasculares. O diagnóstico de hiponatremia foi estabelecido de acordo com os critérios do Ministério da Saúde do Brasil, considerando-se como referência um valor de sódio sérico < 135 mEq/L. Os dados foram coletados através de prontuário de atendimento virtual e físico. Na análise estatística, utilizou-se o programa Epi Info, versão 7.0 for Windows, com aplicação do teste t de Student. Foi considerado a significância de p<0,05. Resultados: Dos 220 pacientes selecionados, 142 (64,25%) eram de indivíduos do gênero masculino, 59,3% tinham acima de 65 anos, 81,9% estudaram até o Primeiro Grau e 57,9% se autodeclararam de etnia branca. A prevalência de hiponatremia observada na população estudada foi de 63 (28,5%) casos, sendo que, destes indivíduos com nível de sódio insatisfatório, 45 (71,4%) eram do sexo masculino e 18 (28,6%) eram do sexo feminino. O índice de mortalidade dos pacientes hiponatrêmicos foi de 9,5%, um total de 6 pacientes, enquanto dos pacientes sem essa condição a taxa foi de 3,7%. Mesmo com o dobro de mortalidade, a influência da hiponatremia foi considerada sem significância(p>0,1), porém a pequena amostra não tinha poder para tal comprovação, visto que estudos anteriores de grande porte conseguiram melhores resultados. Conclusão: Percebe-se que a hiponatremia é um achado frequente nos pacientes com IC e que interfere nas manifestações clínicas, com piora do prognóstico. O tratamento da hiponatremia ainda não é aplicado como padrão na abordagem de IC, mas os pacientes sem hiponatremia parecem evoluir com desfechos mais favoráveis do que os pacientes com baixos níveis de sódio sérico.

Palavras-chave (de 3 a 5)

Insuficiência Cardíaca; Hiponatremia; Mortalidade; Prognóstico.

Área

Clínico

Autores

Vanessa Tavares Aragão, Crislay Maria Pereira Fontenele, Jhonyson Antônio Oliveira Marques, Breno Cotrim Reis, Francisco Abdoral Brito Júnior, Bianca Ratts Freitas dos Santos , Leandro Cordeiro Portela