IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Existe correlação entre a amplitude de dorsiflexão e a estabilidade articular do tornozelo em jogadores de futebol?

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução: A avaliação de jogadores para prevenção de lesões, análise de desempenho e acompanhamento do tratamento é fundamental. As avaliações pré-temporada e de critérios de retorno após lesões geralmente utilizam diversos testes funcionais, dentre eles, o Y Balance Test. É um teste que possibilita a execução de movimentos para três direções (anterior, póstero lateral e póstero medial) com objetivo de detectar instabilidades e déficits de controle motor, identificando atletas com maior risco de lesão em membros inferiores. A avaliação da amplitude de movimento (ADM) também é fundamental para o diagnóstico de disfunções de movimento, sendo o Lunge Test utilizado para avaliação da ADM de dorsiflexão do tornozelo. Objetivo: Analisar a correlação da ADM de dorsiflexão do tornozelo no desempenho do Y Balance Test em jogadores profissionais de futebol. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado durante avaliações pré-temporada dos jogadores do Vila Nova Futebol Clube e Anápolis Futebol Clube que ocorreram no LAFF (Laboratório de Avaliação Físico Funcional) da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Os instrumentos utilizados foram uma ficha de anamnese, o Y Balance Test e o Lunge Test. Para o Y Balance Test, foi realizado a medida do comprimento dos membros inferiores e realizado o teste três vezes para cada direção para obtenção de um valor médio. Para a análise estatística dos dados utilizou-se a Correlação de Pearson e regressão linear por meio do SPSS versão 22.0 (p<0,05).Resultados: A amostra composta por 39 atletas com idade entre 17 e 37 anos apresentou ADM média de dorsiflexão direita de 54,3 (± 11,61) graus e no tornozelo esquerdo de 53,2° (± 13,63). Para o membro inferior direito, pôde-se observar correlação entre ADM de dorsiflexão do tornozelo com o desempenho do Y Balance Test na direção anterior (p<0,001), na direção póstero medial (p=0,017) e na direção póstero lateral (p<0,001). Para o membro inferior esquerdo, pôde-se observarcorrelaçãoentre ADM de dorsiflexão do tornozelo e desempenho significativo somente nas direções anterior (p<0,001) e póstero lateral (p=0,004) do Y Balance Test. A ADM de dorsiflexão do tornozelo apresentou influência de 54,8% (p<0,001) sobre a performance no Y Balance Test. Conclusão: A ADM de tornozelo apresenta importante influência no desempenho do Y Balance Test, visto que está diretamente relacionada com a estabilidade articular dada pelo teste, especialmente para o membro inferior dominante. O estudo sugere que a ADM de dorsiflexão apresenta leve influência sobre o desempenho do Y balance test mas apenas nas direções anterior e póstero-lateral no membro inferior direito.

Palavras-chave (máximo 3)

Fisioterapia; Futebol; Flexibilidade

Área

Prevenção

Autores

Ana Victória Figueredo Aguiar, Carolina Ramalho Pereira Santos, Nayra Ligia Quirino Garcia, Juliane Leite Orcino, Rina Márcia Magnani, Thiago Vilela Lemos