IX Congresso Brasileiro e VII Congresso Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Efeitos das informações somatossensorial na prevenção da lesão muscular por estiramento.

Resumo (máximo 3000 caracteres com espaço)

Introdução

As lesões musculares são a causa mais frequente de incapacidade física na prática esportiva. Mais de 90% de todas as lesões relacionadas ao esporte são contusões ou estiramento. A força tênsil exercida sobre o músculo leva a um excessivo estiramento das miofibrilas e, consequentemente, a uma ruptura próxima à junção miotendínea. Nossa capacidade de saber (consciente ou inconscientemente) onde nossos membros se encontram no espaço quando são movimentados, bem como de conhecer as forças geradas pelos músculos, provém de receptores localizados nos músculos, pele e nas articulações, que integram o sistema sensório motor. No sistema somatossensorial, os fusos musculares, os órgãos tendinosos de Golgi, os receptores articulares e os receptores cutâneos contribuem para o controle do reflexo espinal, modulam a saída do gerador de padrão espinal, modulam os comandos descendentes e contribuem para a percepção e controle do movimento por meio de tratos ascendentes. Sabe- se que nos últimos anos, estudos têm demonstrado grande quantidade de proprioceptores nos componentes estáticos e dinâmicos, que fornecem informações aferentes periféricas relacionadas à direção do movimento, velocidade e posição articular para o sistema nervoso central (SNC), o qual por sua vez converte essas informações em comandos musculares adequados à execução das tarefas motoras , ora os receptores como os fusos muscalares detectam o comprimento do músculo e a mudança desse comprimento ajudam a regular de forma fina o comprimento muscular durante o movimento.

Objetivo

Maximizar uma nova forma de prevenir as lesões musculares

Método

Para realização desta pesquisa de campo quantitativa, foi realizada uma revisão da literatura nos bancos de dados Scielo e Pubmed e LILACS. Este estudo consiste na revisão da literatura acerca das estruturas e Foi realizada no período de janeiro até junho de 2019. Foram selecionados artigos que caracterizassem e/ou discutissem o sistema sensório-motor e os tratamentos disponíveis para as lesões musculares.

Resultados

Foram consideradas publicações nacionais e internacionais. A maioria compostas por ensaios clínicos. A Metanálise observou-se a importância do sistema somatossensorial quando ocorre estiramento excessivos e seu efeito positivo se aplicado ao tratamento fisioterapêutico nas lesões musculoesqueléticas, para aumento da performance atlética.

Conclusão

Em virtudes dos fatos mencionados, sabe-se que a lesão muscular por estiramento é o tipo de lesão mais incapacitante e de mais ocorrência no esporte. Porém, pouco mudou nas últimas décadas na forma de se entender e tratar. Por isso, é essencial a compreensão do sistema somatossensorial que modula as informações aferentes periféricas relacionadas à direção do movimento.

Palavras-chave (máximo 3)

Lesões musculares, mecanorreceptores, sistema sensório-motor.

Área

Prevenção

Autores

Ingrid Graziella de Oliveira Lemos