V Congresso Cearense de Infectologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CARACTERISTICAS DOS CASOS DE LEPTOSPIROSE NO ESTADO DO CEARA, 2007 A 2017.

Resumo estruturado

Introdução: A leptospirose é uma doença infecciosa sistêmica aguda, febril, causada por espiroquetas do gênero Leptospira, cuja transmissão se dá pela exposição direta ou indireta à urina de animais infectados, sendo os roedores os principais reservatórios. No Brasil, a leptospirose é considerada uma doença endêmica e constitui um sério risco à saúde pública. Objetivo: Descrever os casos de leptospirose no estado do Ceará, de 2007 a 2017. Metodologia: O estudo é descritivo e transversal, com base nos dados registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e organizados em planilhas. Foram utilizadas variáveis sociodemográficas (sexo, faixa etária, zona de residência) e específicas dos casos (ano e mês de notificação, manifestações clínicas, evolução). Foram calculadas frequências relativas e taxas de letalidade. Resultados: Nesse período, houve 2.598 casos confirmados de leptospirose, sendo a maioria no ano de 2009 (2.598; 25,0%). A maior frequência foi do sexo masculino (1.925; 74,1%) e da raça/cor parda (2.177; 83,8%), na faixa etária de 20 a 39 anos de idade (2.598; 41,9%). Nesse período, houve 875 casos confirmados de leptospirose, destacando-se o ano de 2009 (307; 35,1%). A maioria dos casos foi em homens (755; 86,3%), residentes na zona urbana (506; 57,8%). As faixas etárias de 20 a 39 anos (376; 43,0%) e 40 a 59 anos de idade (215; 24,6%) apresentaram as maiores frequências da doença. Quanto à sazonalidade, observaram-se casos em todos os meses do ano, com 53,5% das ocorrências de maio a junho. Febre (836; 95,5%) foi a manifestação clínica mais frequente, seguida de mialgia (733; 83,8%) e cefaleia (639; 73,0%). Foram registrados 68 óbitos por leptospirose de 2007 a 2017, representando uma taxa de letalidade de 7,8%. O ano de 2009, tendo a maioria dos óbitos, apresentou uma letalidade de 20,3%. Discussão: A leptospirose é uma doença infecciosa debilitante que acomete mais pessoas do sexo masculino e adultos entre 20 a 39 anos. A análise descritiva demonstra a gravidade da doença, com alta taxa de letalidade, tornando-se sério problema de saúde pública. Ressalta-se a urgência em implantar e/ou implementar as medidas de prevenção e controle da leptospirose, incluindo controle populacional de roedores e boas práticas de higiene. Os cuidados de planejamento sanitário são importantes para proteger a saúde da população, evitando a transmissão de leptospiras e a ocorrência de epidemias de alto custo social.

Palavras-chave (máximo 3)

Leptospirose; perfil de saúde; vigilância epidemiológica

Área

Doenças tropicais

Autores

MARTA MARIA CAETANO SOUZA, KELLYN KESSIENE DE SOUZA CAVALCANTE, FRANCISCA ALINE DE FREITAS COELHO, IVA MARIA LIMA MELO ARAÚJO, JOSAFA DO NASCIMENTO CAVALCANTE, CAROLINE MUNIZ SILVA, SHEILA MARIA SANTIAGO BORGES, GEORGIANA ALVARES ANDRADE VIANA