V Congresso Cearense de Infectologia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

VARICELA COMPLICADA COM SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO AGUDO E HEPATITE EM PACIENTE ADULTO IMUNOCOMPETENTE: UM RELATO DE CASO

Resumo estruturado

Introdução: A varicela é uma doença infecciosa aguda, altamente transmissível, causada pelo vírus varicela-zoster (VVZ). Normalmente apresenta curso benigno e autolimitado em crianças, porém a fatalidade é de 10 a 30 vezes maior em adultos, os quais apresentam alta frequência de complicações, particularmente respiratórias e neurológicas, sendo pneumonia a mais comum. Relato de Caso: Paciente sexo feminino, 22 anos, natural e procedente de Quixadá/CE, estudante. Relata que, 15 dias da internação, iniciou quadro de febre (38ºC) intermitente que evoluiu após três dias com lesões de aspecto de vesiculares e multiformes em rosto, em abdome e em dorso, pruriginosas, associadas à êmese e à dor abdominal epigástrica, progressiva, de moderada intensidade e dor ventilatório dependente moderada, quando buscou atendimento na UPA, fazendo uso de sintomáticos. Após 05 dias do início do quadro, devido persistência dos sintomas, buscou novo atendimento médico, quando foi realizada ultrassonografia abdominal, que evidenciou hepatoesplenomegalia, além de radiografia de tórax, que evidenciou infiltrado pulmonar difuso, prosseguindo-se com internação da paciente em hospital de Quixadá/CE (11/09). Durante a internação, houve piora do estado geral na sexta-feira (14/09) após uso de Gentamicina, a qual foi suspensa. Diante da persistência dos sintomas e dos elevados níveis de enzimas hepáticas canaliculares foi submetida à nova ultrassonografia abdominal, com piora do padrão hepático (alteração de ecogenicidade de tríade portal e ascite), sendo transferida para o Hospital São José (HSJ), a fim de prosseguir investigação diagnóstica e instituir terapêutica específica para Varicela. Foi submetida à terapia com Aciclovir por sete dias (19/09-26/09), evoluindo com melhora das lesões cutâneas, dos sintomas de dor abdominal e da dor ventilatório dependente. Sorologias para sífilis, HBsAg, anti-HCV, anti-HIV e teste rápido molecular para tuberculose foram não-reagentes. Os exames laboratoriais: LDH 1003 U/L; Fosfatase Alcalina 2730 U/L; TGO 121 U/L; Proteínas totais 6,9g/dL; Albumina 3,3g/dL; Globulina 3,56g/dL; Relação A/G 0,93 g/dL. Evoluiu com melhora do infiltrado pulmonar e enzimas canaliculares. Foi submetida à Tomografia Computadorizada de abdome total com contraste sendo evidenciado hepatomegalia discreta, sem outros sinais de lesão hepática e sem ascite. Foi de alta estável e assintomática. Conclusão: O caso apresentado revela quadro grave complicada com SARA e hepatite em adulto jovem acometido por varicela. Apesar de benigna na infância, a varicela apresenta morbimortalidade relevantes na faixa etária adulta com maior risco de complicações. O presente trabalho levanta a importância do reconhecimento precoce desta patologia para a instituição do tratamento, assim como a inclusão da varicela na lista de diagnósticos diferenciais de hepatite e SARA.

Palavras-chave (máximo 3)

Varicela, SARA, Hepatite

Área

Infecções relacionadas à assistência da saúde / Resistência microbiana

Autores

Vinícius Calvário Alvares Pinheiro, Francisca Lillyan Christyan Nunes Beserra, Mateus Lavor Lira, Andeson Abner de Souza Leite, Isadora Maria Praciano Lopes, Lucas de Menezes Galvão, Roberto da Justa Pires Neto